José Pedro Pinto diretor-geral da Arval Portugal

O nosso objetivo é continuar a crescer

NOTÍCIAS ARVAL 11 Mar 2022

José Pedro Pinto, General Manager da Arval, em entrevista à Revista Business Portugal, salientou os 30 anos de construção de uma empresa sólida e com os olhos no futuro, bem como o objetivo de continuar assegurar um serviço de excelência aos clientes e crescer, apostando cada vez mais na digitalização e na inovação da oferta potenciando o talento das pessoas.

A Arval já conta com mais de 30 anos de história. Qual é o balanço que faz do caminho percorrido até aqui? Têm sentido algum impacto causado pela pandemia?

São 30 anos de construção de uma empresa sólida e com olhos postos no futuro. A Arval pertence 100 por cento ao grupo BNP Paribas e isso garante-lhe uma estabilidade e resiliência acrescida, mesmo em tempos mais difíceis como os que temos estado a atravessar. É claro que sentimos o impacto causado pela pandemia. Todas as empresas sentiram. De uma dia para o outro fomos obrigados a ficar em casa e a alterar a nossa forma de trabalhar. Redefinimos os nossos processos, os canais de comunicação com clientes, condutores e fornecedores de forma a garantir que continuávamos a prestar um serviço de excelência aos nossos clientes e condutores. E conseguimos. A Arval a nível global cresceu nestes dois últimos anos e a Arval Portugal também.

Que tipo de serviços disponibilizam e como é que é feito o aconselhamento junto do cliente?

A Arval disponibiliza um serviço completo de renting para que os clientes não tenham que se preocupar com nada. Desde a manutenção e substituição de pneus, passando pela viatura de substituição, seguro e assistência em viagem, sem esquecer que os imprevistos também acontecem e, por isso, incluímos o nosso produto Manutenção Plus para precaver eventuais avarias. Todas as nossas relações comercias começam com uma aprendizagem profunda das necessidades dos clientes. Prestamos muita atenção às suas preocupações, seja o custo do seguro, o custo total associado a cada viatura, os objetivos de responsabilidade social corporativa, incluindo a gestão do combustível e respetiva transição energética, ou segurança dos condutores. Efetuamos uma avaliação comercial sistemática das melhores para cada cliente e propomos as nossas recomendações para a frota.

Qual é a importância da plataforma Arval Mobility Observatory que disponibilizam no vosso site?

Na Arval temos a perfeita consciência de que a mobilidade está em profunda transformação. Nessa medida, sentimos a necessidade de realizar estudos para compreender as grandes tendências do mercado.

Estamos profundamente comprometidos em contribuir para uma mobilidade mais sustentável e em apoiar os clientes na sua própria transição energética. A este nível, identificamos várias oportunidades para acelerar esta transição

O Arval Mobility Observatory é uma plataforma de market inteligence do Grupo amplamente reconhecida como um centro de pesquisa e partilha de informações isentas no sector das frotas e mobilidade.

Tem como objetivo recolher e disponibilizar dados objetivos e precisos para partilhar com todos os tipos de públicos, ajudando-os a compreender melhor o novo paradigma e as tendências da mobilidade.

A Arval tem em atenção a questão da sustentabilidade? Que tipo de medidas são aplicadas neste contexto?

O Grupo BNP Paribas em que a Arval se integra tem objetivos muito concretos nas área da sustentabilidade a nível económico, social, cívico e ambiental.

Estamos profundamente comprometidos em contribuir para uma mobilidade mais sustentável e em apoiar os clientes na sua própria transição energética. A este nível, identificamos várias oportunidades para acelerar esta transição. As constantes melhorias na tecnologia de baterias, autonomias mais longas e uma rede crescente de pontos de carga públicos, tornam o Renting de um carro elétrico uma solução cada vez mais prática e eficiente. Por isso, a Arval oferece um serviço de consultoria especializada em que avalia se os veículos elétricos são uma boa opção para cada tipo de negócio, percurso e função.

Temos uma abordagem consultiva a que chamamos SMaRT (Sustainable Mobility and Responsible Targets), que foi desenvolvida especificamente para dar resposta às inúmeras solicitações de empresas locais e internacionais nos mais diversos países, que nos pediam e continuam a pedir ajuda para atingirem os seus objetivos de sustentabilidade.

Na realidade, há um número crescente de empresas com metas e datas definidas para redução das emissões de CO² das suas frotas.

Mas o caminho para se atingir estes objetivos deve ser ele próprio também sustentável, ie, terá conciliando o interesse económico do negócio e a proteção social e ambiental.

Em resumo, com esta abordagem, trabalhamos com os nossos clientes, fazendo um diagnóstico à situação atual das suas frota; clarificamos as suas metas em termos de sustentabilidade; avaliamos cenários alternativos em função das necessidades da empresa e do perfil de cada condutor e construímos um plano de ação ajustado a cada empresa.

Os serviços da Arval são prestados em 29 países, através de cerca de 7. 000 colaboradores. Em junho de 2020, tinham mais de 1 milhão e 400 mil viaturas em renting em todo o mundo. Pretendem continuar a aumentar estes números?

Sem dúvida. O nosso objetivo é continuar a crescer. No fim de 2021, a Arval já contava com cerca de 1 milhão e 500 mil viaturas e 7.500 colaboradores. Apesar dos grandes desafios destes últimos tempos, como a pandemia e a crise dos semi-condutores, a Arval continuou a crescer. Em Portugal, a Arval também cresceu 13 por cento em 2021, tendo ultrapassado a barreira das 15 mil viaturas na frota e a nossa aspiração é manter um crescimento acima da média do mercado.

José Pedro Pinto foi nomeado o novo General Manager no dia 1 de fevereiro. O que é que podemos esperar do futuro da Arval tendo o José Pedro à frente da equipa?

Vamos continuar assegurar um serviço de excelência aos nossos clientes. Acreditamos que isso nos permitirá acelerar o nosso crescimento no mercado português. Adicionalmente, vamos continuar a apostar cada vez mais na digitalização e na inovação da nossa oferta potenciando o talento das nossas pessoas.

 

Leia mais Mostrar menos